What's New

(Portuguese)O Fórum sobre Oportunidades de Negócios nas Actividades de Franquia e em Cadeias de Lojas de Marcas Internacionais decorreu com sucesso  A Direcção de Desenvolvimento Empresarial da Singapura: ajudar as empresas e marcas singapurenses a aproveitar oportunidades emergentes na Área da Grande Baía

2018-07-27

O Fórum sobre Oportunidades de Negócios nas Actividades de Franquia e em Cadeias de Lojas de Marcas Internacionais, um dos destaques da Exposição de Franquia de Macau 2018 (2018MFE), foi bem-sucedido hoje (dia 27) à tarde, tendo abordado novas oportunidades de negócios na era de modernização do consumo. Além das cerca de 140 pessoas que estiveram presentes na actividade, a transmissão em directo através das plataformas on-line no Interior da China, particularmente e na Área da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, atraiu a assistência de mais de 120 mil espectadores. A Direcção de Desenvolvimento Empresarial da Singapura (Enterprise Singapore, ou ESG), que esteve presente no evento, espera ajudar as empresas e marcas singapurenses a aproveitar oportunidades emergentes na Área da Grande Baía.

Nos últimos anos, a modernização do consumo tem-se tornado num tópico em destaque; os consumidores contemporâneos valorizam a experiência do consumo, para além de procurarem a excelência na qualidade dos produtos e serviços. Esta edição do Fórum tirou partido pleno das mais-valias de Macau enquanto um nó importante na Faixa e Rota, tendo convidado o Presidente do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM), Dr. Jackson Chang, e a Directora Regional da Região do Sul da China da Divisão Chinesa da Enterprise Singapore, Dra. Grace Chen, para partilharem, juntamente com representantes de associações e empresas das actividades de franchising e das cadeias de lojas de marcas internacionais do Interior da China, de Portugal, do Japão, da Singapura e de Macau, as políticas, a tendência do mercado e a filosofia de negócio em diversas regiões na nova era de modernização do consumo.

Na sua intervenção, o Presidente do IPIM, Dr. Jackson Chang, afirmou que o papel fundamental do consumo no desenvolvimento económico da China tem-se intensificado, sendo que Macau também está a acelerar a construção da cidade inteligente, com o objectivo de proporcionar o apoio básico à modernização do consumo. O Dr. Jackson Chang disse que a taxa de generalização da Internet é alta em Macau e que o número de consumidores que fazem compras online tem aumentado. Por causa disso, o IPIM, através da divulgação dos incentivos destinados ao comércio electrónico, apoia a integração dos meios on-line e off-line no desenvolvimento das empresas, com vista à expansão tanto no mercado local como noutros mercados de consumo.

A Directora Regional da Região do Sul da China da Divisão Chinesa da Enterprise Singapore, Dra. Grace Chen, também reiterou a sua confiança no potencial do consumo em Macau e na Área da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau. Na sua intervenção, a Dra. Grace Chen revelou que as empresas singapurenses em Macau convergem para a indústria de serviços, tais como restauração, hotelaria, construção civil, etc. Macau, por sua vez, está a actuar activamente em linha com a iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota” e também com a política de construção da Área da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, para além de possuir vantagens decorrentes do seu papel enquanto plataforma de cooperação entre a China e a lusofonia e decorrentes da sua indústria de convenções e exposições. A Dra. Grace Chen tem a expectativa de haver mais avanços na Área da Grande Baía conseguidos pela Singapura e de haver um aprofundamento da cooperação no âmbito do intercâmbio de talentos e da indústria de serviços.

Na primeira sessão do Fórum, “Análises de Mercado”, a Directora do Gabinete da Comissão de Franquia do Departamento de Franchise & Entrepreneur da China Chain Store & Franchise Association, Dra. Susan Su, o Presidente do Conselho de Direcção da Associação Comercial de Empresas de Marca Internacional de Macau, Dr. Vincent Tung, o Vice-Presidente da Associação Portuguesa de Franchising, Dr. Pedro Ruiz, e o Presidente da Comissão de Franquia da sucursal em Tóquio da Japan Small and Medium Enterprise Management Consultants Association, Dr. Kyo Ito, chegaram ao consenso de que os negócios de franquia se devem desenvolver paralelamente online e offline, uma vez que a big data online pode elevar a qualidade dos produtos, serviços e gestão. No entanto, não se pode ignorar a importância do contacto directo e do estabelecimento de relações directas com os clientes offline, pois isso potencia as experiências de consumo e assegura e melhora a reputação da marca. Com uma marca reconhecida, é sempre mais fácil conquistar mercados.

Na segunda sessão, “Elite Empresarial”, foi convidada a apresentadora do programa de televisão “Jovens Empreendedores” da TDM, Dra. Eliza Lei, que, juntamente com o Director de Merchandising do Rainbow Group, Dr. Vincent Chan, a Directora da Commune Macau, Dra. Wensie Lao, o Fundador e CEO da Speedking Technology Co., Ltd., Dr. Jack Lam, o Fundador e CEO da Digreen Macau, Dr. Chuck U, a Fundadora da Cloé Jewelry & Art, Dra. Chloe Chan, e o Co-Fundador da BANKSIA® e Co-Fundador da Great Night House, Dr. Takeshi Lam, abordou a filosofia de negócio na nova era da modernização do consumo, tendo por tema “Aproveite as Oportunidades da Elevação do Consumo, Conheça a Filosofia Comercial da Era”. Vários convidados afirmaram que, hoje em dia, ao comercializar produtos e serviços, é sempre dada importância à experiência dos clientes no processo de consumo. A fim de enriquecer a experiência de consumo dos clientes e satisfazer as necessidades psicológicas dos mesmos, as empresas introduzem novas tecnologias, actividades interactivas, serviços personalizados, auto-serviço, ingredientes naturais, etc., com vista a adquirir uma fatia do “bolo” num contexto de concorrência intensa.

 

 201701

Convidados oriundos do Interior da China, da Singapura, de Portugal e do Japão abordam novas oportunidade na era de modernização do consumo

 201701

Vários representantes de empresas de franquia e de empresas que criaram marcas próprias partilharam opiniões